A minha vida num Psi...

Novembro 30 2008

Nas minhas visitas ao sítios dos meus amigos da net descobri que dia 25 de Novembro foi um dia importante para o mundo, Dia Internacional para a Eliminação da Violência Contra a Mulher .

 

A primeira ideia que me ocorre é uma questão. Porque as pessoas se sujeitam a violência? Porque pessoas informadas não são capazes de abandonar uma relação onde são sujeitas a violência física ou psicológica?

 

A resposta é simples, mas muito complexa! Repetem padrões de comportamento!  Padrões que se estabeleceram desde muito cedo nas suas vidas. E não somos todos animais de hábitos/padrões? Quantos de nós fazem sempre as mesmas coisas repetidamente sem pensarmos, ou seja repetimos padrões de comportamento?

 

Por mais estranho que pareça, com a violência passa-se o mesmo. Mais do que ter violência em casa, mais do que ter pais alcoólicos, mais do que ter familias muito unidas onde não há espaço para mais ninguém entrar, o que faz com que uma pessoa aprenda a sujeitar-se à violência è a negligência parental. Pensemos seriamente sobre isto!

 

Dois pais que estabeleceram entre eles um padrão de violência contínua... onde existe espaço mental para a criança se queixar de falta de atenção ou para aqueles pais manifestarem o afecto que, efectivamente, têm pelos filhos? Não existe! Infelizmente, apesar do amor dos pais há negligência! A criança aprende que ser amada é ser negligênciada... Mas pensemos naqueles que são superprotegidos, supostamente por serem muito amados, também vão aprender que serem dependentes dos outros é a unica forma de obterem afecto. Um padrão de comportamento para a vida adulta!

Quem mais do que um abusador procura alguém que não refila por querer afecto ou que é dependente e que julga que apenas sobrevive dependendo dos outros?

 

Não é culpa de ninguém! É responsabilidade de cada um de nós ensinarmos as nossas crianças que podem refilar quando os pais não lhes prestam atenção alguma, ou que precisam de espaço para respirar e serem independentes. (Que não seja isto uma desculpa para aceitar a má criação das crianças!). Talvez muita da violência diminua! Desaparecer? Não! Falta a sociedade crescer e não ter medo de ficar sozinha, pois nunca estará sozinha!

 

Fica um pedido de desculpas por me ter esquecido deste dia... Também eu fui negligente e nada ensinei em especial. Afinal somos todos muito parecidos, mas podemos mudar!

Publicado por Larissa às 12:23

O modo como eu vejo o mundo... Tão condicionado como o de qualquer outra pessoa.
Pesquisar neste blog
 
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
15

16
17
18
19
20
21

23
24
25
27
28