A minha vida num Psi...

Setembro 12 2008

Soube que um grande amigo meu vai viver uma grande mudança na sua vida.

Pensei... até que ponto pode uma pessoa suportar tanta mudança?

 

A confabulação de quem não sabe o que se avizinha... a incógnita de quem não sabe se suporta o peso das consequências das suas acções, etc., é que nos mata por dentro.

 

Conto uma história... outra pessoa muito querida na minha vida, outro e primeiro amor da minha vida (curiosamente o meu marido!) iniciou o MBA. Este tinha tanta ansiedade antes de começar que ficava sem dormir. E porquê? Porque a expectativa de falhar, de já não ser capaz de estudar e de poder corresponder às suas próprias expectativas de perfeição (sim.. perfeição!) era um peso excedentário. Acabou um dos 5 melhores alunos do ano!

E para quê toda aquela ansiedade? De que lhe serviu? Nada!

 

Enfim... Com a mudança pode-se ir até um ponto muito longínquo...

 

A mudança é uma quebra com a rotina do passado, mas também uma grande liberdade de projectarmos os nosso desejos no futuro!

 

E sente-se um medo!!!!! Um frio na espinha!

Eu cá não tenho muita coragem para a mudança, mas quando ela acontece e me força a olhar para outro paradigma... às vezes penso que foi mesmo para melhor.

 

O futuro o dirá! Quer dizer... o que faremos com as perspectivas da mudança condicionará a forma como iremos construir o futuro.

 

E será que acreditamos no futuro?

Este nada mais é que a projecção dos nossos sonhos!

E, dizem por aí, que o sonho comanda a vida!

 

Sonha L. ... Sonha muito... e bons sonhos!

Publicado por Larissa às 08:48

Como é bom ter uma almofada fofinha e sábia como tu para nos reconfortar!
Beijo
tufo a 16 de Setembro de 2008 às 18:31

O modo como eu vejo o mundo... Tão condicionado como o de qualquer outra pessoa.
Pesquisar neste blog
 
Setembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
17
19

21
22
23
24
25
26
27

28