A minha vida num Psi...

Setembro 23 2009

É tempo de decidir.

O que fazer?

É tempo de pensar no que vale a pena e no que deixou de fazer parte das minhas prioridades.

Falo do acto de VOTAR.

Aproxima-se a grande decisão.

Primeiro, voto ou não voto? Segundo para quê votar? É um direito, eu sei.

Mas não é um dever! Felizmente vivo num país onde a liberdade também se extende ao acto de votar.

Já decidi... não vou votar.

Votar no mesmo, no viro o disco e toca o mesmo.

Votar em quem apenas defende alguns valores esquecendo-se de outros.

Votar em quem acha que a experiência inibe os restantes inexperientes de pensar ou de julgar o que acha melhor para a sociedade?

Eu não acredito nem tenho esperança neles...

Vou ao cinema que lá sou mais feliz.

 

O meu voto é a minha ausência... o meu protesto... como eu muitos optarão por esta ausência... Cheguem-se os políticos a nós que nós aproximar-nos-emos deles.

 

Felizmente existes TU... VAI votar que eu confio em ti.

Obrigada pelo teu voto.

Publicado por Larissa às 15:45

Setembro 19 2009

Não poderia ser mais explícito o sacana/filho da p%&a!

O novo filme de Tarantino acaba com Brad Pitt e com a frase "Sabes.. acho que esta é a minha obra prima". Pois digo-vos... "Inglourious Basterds" é provavelmente a obra prima do seu realizador.

Sem dúvida que Brad Pitt dá um contributo que só um brilhante actor poderia fazer, mas é Christoph Waltz quem brilha mais e ofusca tudo o resto. São geniais os realizadores que fazem com que actores brilhem mais do que eles próprios. É o que mais me fascina em Tarantino.

Com o cunho de Tarantino assistimos ao mais incrível que um Homem pode fazer, tanto de cruel como de bondade que mascara a mesma crueldade, e ao mais incrível que diversos actores podem representar todos espelhados na mesma tela de cinema.

Sim... é disso mesmo que trata este filme. De crueldade! Estejamos de que lado estivermos... mesmo o que parece ser por bondade, nada mais é que crueldade moralmente aceite pelo sistema vigente da época. Ou seja, Judeus matarem nazis. Sejamos honestos.. é o mesmo de nazis matarem judeus. Homem a matar um outro homem, seu semelhante. É crueldade. Talvez seja esta mesma crueldade que eu ao assistir me permite sublimar a minha própria crueldade.

Sim... por que pela nossa condição humana... todos nós somos crueis.

É um filme para se ver em cinema... nunca de perder. Sacana do Tarantino!

 

 

Publicado por Larissa às 19:16
Tags:

Setembro 09 2009

 

Rever cidades onde já se foi feliz é importante. E foi o que fiz.

Revi a cidade de Paris.

 

 

 

 

Notredame

 

 

 

Nesta cidade conversa-se, seja em galerias modernas,

 

 

 

 

 

seja em monumentos ou exposições.

 

 

 

Mas um Homem nunca está só

 

 

e as esplanadas onde os turistas e os parisienses se encontram são inúmeras.

 

 

 

Fui ao Louvre e, como pensei, vi esculturas muito belas.

 

Não esqueço Degas e a sua bailarina,

 

não esqueço Amor e Psyché

 

 

Outra grande obra de Rodin também estava exposta, desta vez no Museu D'Orsay.

 

 

Adorei, mas falta... qualquer coisa... 

 

 

Publicado por Larissa às 19:53

O modo como eu vejo o mundo... Tão condicionado como o de qualquer outra pessoa.
Pesquisar neste blog
 
Setembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18

20
21
22
24
25
26

27
28
29
30