A minha vida num Psi...

Março 29 2009

existem inúmeras espécies, mas aquelas que, imediatamente, nos vem à memória são grandes felinos como leões e tigres da Malásia, chimpanzés, cobras e outros anfíbios... cada qual como um símbolo de algo muito dominante... os felinos como os pais, os chimpanzés como irmãos no reino animal e as cobras como elementos que nos atraem, mas que ao mesmo tempo nos provocam imenso medo.

 

No entanto, o mais incrível é que sorrimos mais abertamente quando nos encontramos com outros animais não dominantes... Quem não se lembra de correr atrás de uma borboleta?

Eu lembro!

 

Então porque não nos recordamos destes pequenos animais que sendo tão simples fazem com que o meio à nossa volta seja mais equilibrado? É que... se apenas vivêssemos rodeados de animais dominantes o equilibro deixava de existir... toda a serenidade que esses pequenos animais nos transmitem deixava de estar presente!

A cada ano que passa as borboletas evoluem e mudam de forma... a cada ano esperamos que renasçam ainda mais belas do que já foram e que nos impressionem ainda mais com a sua discreta beleza... discreta mas profunda!

 

É por sentir tanta falta de animais discretos, serenos, belos, aconchegantes,  que cada vez mais os incluo no meu reino animal pessoal.

As minhas borboletas! Eu sei que elas estão lá, elas desconfiam que fazem parte do meu mundo, só não sabem é apesar de tão pequenas a sua falta faria com que o meu mundo entrasse num caos total, num pérfido desequilíbrio.

 

Eu... assumo-me como Lobo!... Vegan!

Publicado por Larissa às 16:50

Março 24 2009

"-Se um dia vir um homem com asas pode ter a certeza de que não se trata de um anjo. Os anjos, os verdadeiros anjos, não possuem asas. É a fé que os sustém no ar." ( Um estranho em Goa, José Eduardo Agualusa).

 

A ideia por si só encanta-me.. os anjos (Recorda-me da "Cidades dos anjos" e de "As asas do desejo"... filmes!) Uma figura ideal, ou um ideal de figura(!), que está presente, que ouve sem julgar, que não culpa, que faz pensar e ao mesmo tempo procura que nos responsabilize-mos pelos nossos actos, mas... docemente... é A FÉ que procuramos NA RELAÇÃO QUE TEMOS COM OS OUTROS.. a fé ao pensarmos que acreditam em nós, fé ao acreditarem que nós acreditamos neles, fé em todos crerem que nunca deixariam de sentir e de mostrar afecto uns pelos outros.

 

Gostava de ser anjo!!!

Mas sou o Diabo.... Enquanto não me ouvem não consigo ser anjo e não ouço, não estou presente psicologicamente, e não compreendo porque o outro não está ali para mim!

 

Deverei perentoriamente,  afirmar alto e em bom som que HOJE EU QUERO O MEU ANJO... AMANHÃ SEREI EU O TEU ANJO?

 

E porque não? Hoje és tu (a falar), amanhã sou eu... mas assim temos a certeza de o sermos um destes dias.

 

Ufa!!! que bom!

Publicado por Larissa às 14:40

Março 10 2009

Ontem apenas olhava para aquilo que não fiz, dizia a Rapariga Vestida de Pedaços de Lua enquanto olhava a Nuvem Que Deita Chuva. E porque não perguntou a Nuvem Que Deita Chuva. Sabes, tive uma conversa com Aquele Que Escreveu Sobre o Banquete. Conversava sobre Eros... sobre a ideia de que o amor é o que "apaga em nós a ideia de sermos estranhos uns para os outros e que nos comunica sentimentos de familiaridade".

 

E então o que isso tem a ver com aquilo que tu não fizeste? Bem, dizia a Rapariga Vestida de Pedaços de Lua, ainda não tinha  percebido porque não me conseguia aproximar do olhar d'Aquele Sol Que Queima Com a Luz. Não nos encontramos... No tempo d'a Terra Que Cheira a Alentejo Molhado; Estamos em tempos diferentes.

 

Que dizes? Perguntou a Nuvem Que Deita Chuva, que confusão fazes? No olhar d'Aquele Sol Que Queima Com a Luz os teus pedaços de lua brilham ainda mais. Vocês não são estranhos, são familiares, o teu brilho e a luz dele! E comigo, que encharco a Terra Que Cheira a Alentejo Molhado, fazemos com que o amor que nos une "restaure a natureza primitiva".

 

 

Obrigada a Platão que um dia escreveu O Banquete.

Publicado por Larissa às 17:46

O modo como eu vejo o mundo... Tão condicionado como o de qualquer outra pessoa.
Pesquisar neste blog
 
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

30
31