A minha vida num Psi...

Junho 18 2010

Hoje volto ao que deixei.

Dói-me tanto o coração que tive de voltar aqui.

Apeteceu-me gritar bem alto que aquele que muito alento deu ao meu coração faleceu.

Com a mesma intensidade com que vivi as suas palavras aquando da apresentação do seu último livro o "Caim", hoje choro a minha perda.

Sorrio da recordação da sua ironia. Caustico!

 

Ao meu último amor, um beijo, um adeus.

 

Vou sentir a tua falta Saramago, porque tal como pertencias ao mundo, um pouco de ti também era meu...

 

 

 

Publicado por Larissa às 15:26

O modo como eu vejo o mundo... Tão condicionado como o de qualquer outra pessoa.
Pesquisar neste blog
 
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30