A minha vida num Psi...

Março 29 2009

existem inúmeras espécies, mas aquelas que, imediatamente, nos vem à memória são grandes felinos como leões e tigres da Malásia, chimpanzés, cobras e outros anfíbios... cada qual como um símbolo de algo muito dominante... os felinos como os pais, os chimpanzés como irmãos no reino animal e as cobras como elementos que nos atraem, mas que ao mesmo tempo nos provocam imenso medo.

 

No entanto, o mais incrível é que sorrimos mais abertamente quando nos encontramos com outros animais não dominantes... Quem não se lembra de correr atrás de uma borboleta?

Eu lembro!

 

Então porque não nos recordamos destes pequenos animais que sendo tão simples fazem com que o meio à nossa volta seja mais equilibrado? É que... se apenas vivêssemos rodeados de animais dominantes o equilibro deixava de existir... toda a serenidade que esses pequenos animais nos transmitem deixava de estar presente!

A cada ano que passa as borboletas evoluem e mudam de forma... a cada ano esperamos que renasçam ainda mais belas do que já foram e que nos impressionem ainda mais com a sua discreta beleza... discreta mas profunda!

 

É por sentir tanta falta de animais discretos, serenos, belos, aconchegantes,  que cada vez mais os incluo no meu reino animal pessoal.

As minhas borboletas! Eu sei que elas estão lá, elas desconfiam que fazem parte do meu mundo, só não sabem é apesar de tão pequenas a sua falta faria com que o meu mundo entrasse num caos total, num pérfido desequilíbrio.

 

Eu... assumo-me como Lobo!... Vegan!

Publicado por Larissa às 16:50

O modo como eu vejo o mundo... Tão condicionado como o de qualquer outra pessoa.
Pesquisar neste blog
 
Março 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
25
26
27
28

30
31